Seu nome:
Seu e-mail:
Autorizo o envio de e-mails periódicos para minha caixa de mensagens.
Remover meu e-mail


O Coaching e a PNL

Muitas técnicas utilizadas no nosso Instituto para desenvolvimento do processo de coaching para emagrecer foram desenvolvidas por outras áreas do conhecimento, como a modelagem, que é a técnica mais importante e eficaz desenvolvida pela PNL (Programação Neurolingüística). Muitas técnicas da PNL avançada, para uso terapêutico, serão ensinadas durante o curso de coaching em emagrecimento.

Não é fácil definir Programação Neurolingüística. A dificuldade está em sua complexidade, ao contrário de alguns, que tentam passar a idéia de que PNL (Programação Neurolingüística) é simples e fácil. Não é, no nosso ponto de vista, que a estudamos e ensinamos em sua forma avançada e a aplicamos profissionalmente. É uma ciência relativamente nova, surgida na década de 70 nos Estados Unidos, e ainda relativamente pouco conhecida em nosso país.

A expressão Programação Neurolingüística vem das ciências que forneceram os fundamentos e as bases que estruturaram este novo ramo de conhecimento.

O termo “Programação” vem da Teoria dos Sistemas, Teoria da Informação, Cibernética, isto é, daqueles ramos do conhecimento em que os processos subjacentes aos eventos importam mais do que as causas. Refere-se à maneira como organizamos nossas idéias e ações, numa determinada seqüência a fim de produzir resultados. A obesidade é um resultado produzido por uma seqüência de vários eventos, pequenos e grandes, um conduzindo ao outro numa sucessão interminável de efeitos – como programas - que vão se acumulando ao longo do tempo. Quando alguém diz que sua obesidade é devido a sua “ansiedade”, está isolando apenas um evento dentro de uma seqüência, e pensando nele como se fosse a única causa. Como não existe uma única causa, não existe uma única solução para emagrecer. Precisamos descobrir os “programas” que levam à obesidade e quais são os “programas” que levam ao emagrecer. Tudo isto pode ser entendido e descrito numa seqüência de passos.

A parte Lingüística tem a ver com fato de que a linguagem tem uma enorme força em influenciar os nossos pensamentos, as nossas ações, os nossos resultados e obviamente a nossa comunicação. John Grinder e Richard Bandler, criadores da PNL (Programação Neurolingüística), perceberam este poder quando foram estudar o uso das habilidades de linguagem de Milton Erickson, Virginia Satir e outros e então sistematizaram o Metamodelo de Linguagem, que é uma poderosa ferramenta lingüística de coleta de informações e de mudanças. A linguagem tem o poder recriar e modificar nossos modelos mentais e influenciar não só o nosso peso, mas a nossa vida como um todo.

A parte "Neuro" da PNL vem de neurologia. Desde a sua origem, a Programação Neurolingüística estudou e continua estudando intensamente a neurologia dos processos de percepção, a função dos hemisférios cerebrais, os processos de aprendizado, memorização, raciocínio, etc. A PNL entende que todos os comportamentos nascem dos processos neurológicos e de pensamento, bem como do uso dos nossos cinco sentidos: visão, audição, olfato, paladar e tato. Percebemos o mundo através dos cinco sentidos. "Compreendemos" a informação e depois agimos. Corpo e mente formam uma unidade inseparável, um ser humano. Boa parte do processo que leva à obesidade começa em nossos pensamentos. Eu atendo pessoas que estão com o peso normal ou até abaixo do peso e que marcam consulta para emagrecer. Muitas delas já têm um modelo muito parecido com aquele das pessoas que já estão com obesidade. A única diferença é que ainda estão magras. São pessoas com a mente de gordas em corpos magros. É a “obesidade do peso normal”. É porque o “programa” (modo de pensar e agir) da obesidade já estava operando nelas. Da mesma maneira que existe o “programa mental do engordar” existe o “programa mental do emagrecer”. Com um mapa mental de “engordar” instalado em nossas mentes, nada que façamos para emagrecer vai funcionar direito. Precisamos descobrir como adotar os mapas mentais de “emagrecer”.

A técnica da modelagem já existia antes da PNL, senão a própria PNL não existiria. Modelagem não é exclusiva da PNL. Porém, existe um jeito muito próprio e característico de modelar que é usado pela PNL.

A Programação Neurolingüística é um modelo complexo que abrange vários níveis das relações do ser humano, tais como o comportamental, o estratégico, o cognitivo, o emocional e o lingüístico. Aos poucos PNL está sendo mais conhecida. Mas é ainda algo muito novo. Por isso algumas pessoas têm resistência e preconceito porque é algo que não conhecem. Isto geralmente acontece com todo conhecimento novo. Muita gente pensa que certas coisas são impossíveis, sem nunca terem se disposto a experimentá-las. A Programação Neurolingüística não tem nada de místico, não é simples, nem é fácil, embora alguns tentem passar esta idéia.

A PNL pressupõe que toda experiência, e os comportamentos resultantes desta experiência têm uma estrutura. Pressupõe também que esta estrutura pode ser descoberta, modelada (entendida) e mudada (reprogramada) para atingirmos os resultados desejados.

A Programação Neurolingüística é um caminho para aprendermos a usar melhor os recursos do nosso cérebro. Há um grande interesse da PNL naquilo que torna as pessoas notáveis. Com a modelagem, podemos entender a fundo como as pessoas fazem o que fazem, de modo que nós possamos adotar esses modelos de excelência e usá-los em nossas próprias vidas.

Assim, é comum e natural que uma ciência use conhecimentos advindos de outras ciências. Então, porque não usar conhecimentos das áreas do coaching, gestão de processos, de gerenciamento de mudanças, resolução de conflitos, dentre várias outras, para ajudar no emagrecimento e gerenciamento do peso?

Várias tecnologias que a própria medicina usa hoje vieram de outras áreas do conhecimento, como física e química. A ultra-sonografia, por exemplo, usa as bases físicas do SONAR (abreviação de SOund NAvigation Ranging), que foi desenvolvido durante a guerra para a localização de submarinos alemães. Algumas bases deste conhecimento são muito simples, outras são mais complexas e podem se basear em várias origens: uma pessoa, um livro, uma técnica, uma ciência ou qualquer outra fonte da qual se origina o modelo.

A modelagem da PNL (Programação Neurolingüística) inclui também as técnicas para transferir e ensinar estes modelos de outras pessoas. Nós temos um modelo quando temos todo este processo descrito. Nós não precisamos modelar uma coisa que funciona e que já foi modelada por outras pessoas. Nós podemos usar estas “receitas” (modelos). Por exemplo, a habilidade de definir prioridades e gerenciar bem o tempo é um fator relevante para que alguém gerencie bem o seu próprio peso. Então, podemos utilizar modelos já descritos de gerenciamento de tempo e transferi-los para aquelas pessoas que precisam desta habilidade.

Assim, modelos das mais diversas áreas de conhecimento podem ser úteis no processo de emagrecimento, quando são adaptados para este propósito. Há incontáveis exemplos de aplicação da modelagem. No mundo dos negócios podemos modelar as estruturas de empresas de sucesso e depois implementar estes modelos em outras empresas para melhorar os seus negócios. Vários livros “best-sellers” e sucessos no mundo todo são resultados da modelagem. Por exemplo, Stephen Covey modelou pessoas excelentes em fazer o que fazem e como conseqüência disto surgiu o livro “Os Sete Hábitos de Pessoas Altamente Eficazes”. Nós podemos modelar várias excelências, como por exemplo, as habilidades de persuasão, motivação, liderança, comunicação efetiva, vendas, negociação, resolução de conflitos, etc.

Muitos projetos de modelagens acabam gerando produtos e serviços como livros, seminários, programas de treinamento, consultoria, modelos de terapia, novos tratamentos e criando empresas com modelos de negócios específicos.

O Curso de Coaching em Emagrecimento foi desenvolvido com base em uma longa experiência em modelagem. A diversidade de exemplares obtida pelo Ibracoaching permitiu construir um modelo com uma riqueza muito grande. Foram modeladas as pessoas que tinham o “problema” e as pessoas que tinham a “solução” separadamente, para obter uma comparação. Comparando o modelo das pessoas magras com o modelo das pessoas com obesidade descobriu-se a diferença que fazia diferença. Assim, depois deste processo pronto, nós podemos transferir as soluções para quem tem as dificuldades. Modelar as pessoas com obesidade nos mostrou como o problema se forma. Modelar as pessoas magras nos mostrou como o problema se resolve.

O método é originado da vida real, não da imaginação. É um modelo que cabe na sua vida porque ele vem da própria experiência de vida. É por isso que as pessoas costumam dizer: “mas é tão óbvio depois que a gente sabe”. É exatamente esta a sensação. Tudo se torna claro depois que a gente toma consciência.

Com a utilização da técnica da modelagem dentro do coaching você descobre as coisas como elas são para cada indivíduo. O que nós queremos entender é o modelo de mundo da “outra pessoa”. Não importa o que eu penso ou qual é o meu modelo de mundo. O coach tem que ser imparcial e neutro para que ele possa entender o modelo do seu cliente, sem julgamentos. O importante é ajudarmos ao nosso cliente tomar consciência de como “o modelo dele” está dando problemas “para ele”. Só assim ele poderá decidir se quer manter ou quer mudar certas coisas em seu modelo. Quando o cliente decide mudar o coaching tem ferramentas para ajudá-lo nestas mudanças. De forma sucinta podemos considerar que esta é uma forma de PNL aplicada ao Coaching.

Com o passar dos anos, temos usado o coaching integrado à medicina não só para o emagrecimento, mas em várias situações como stress, depressão, TPM (tensão pré-menstrual), fobias, síndrome do pânico, tabagismo (parar de fumar), preparação emocional para concursos e outros eventos críticos, como cirurgias, exames para carteira de motorista, apresentações em público, etc. Na verdade, o Coaching é útil em quaisquer doenças ou condições onde sejam necessárias mudanças pessoais e mudanças de estilo de vida.





Contate-nos

MINAS GERAIS

Rua Ouro Preto, 718 - 5º andar
Barro Preto - Belo Horizonte-MG 

Avenida José Faria da Rocha, 3940
Eldorado - Contagem-MG

(31) 3295-5450, 3352-2617 e 9300-2836 (tim)


Sobre nós

 

O  IbraCoaching® - Instituto Brasileiro de Coaching Aplicado, com sede em Belo Horizonte (MG), tem como missão gerar e transmitir conhecimentos, desenvolver continuamente modelos estruturados, úteis e eficazes para promover mudanças e alcançar resultados pessoais e organizacionais por meio da aplicação do Coaching e utilização de técnicas da Programação Neurolinguística-PNL.

Visite também:

   

 Estamos também no:


Copyright © Curso de Coaching com Emagrecimento - Criação de sites: Brasil na Web